Por dentro dos nossos Produtos

Os selos: o que são e para que servem?

chrono Tempo de leitura : 0 min.

Cada vez mais marcas de grande consumo, primeiramente no setor alimentar e mais significativamente agora em outros setores, procuram obter um selo para certificar ou valorizar os seus produtos. Para responder à expectativa crescente de tranquilização por parte dos consumidores, o recurso aos selos por parte das marcas desenvolveu-se enormemente na indústria cosmética, principalmente no momento do crescimento da cosmética orgânica (biológica, PT) e natural com selos cosméticos orgânicos (biológicos, PT), natural, de fornecimento sustentável ou de respeito pelo meio ambiente.

O que é um selo?

Um selo é uma indicação na embalagem que permite informar o consumidor sobre as características, a qualidade ou a origem de um produto. O selo é atribuído por organismos públicos ou privados. É, evidentemente, uma garantia de qualidade, mas não é por isso que os produtos sem selo não são de qualidade e seguros para o consumidor. de facto, em cosmética, a legislação que enquadra os produtos é uma das mais exigentes no mundo.

A certificação dos ingredientes provenientes do comércio justo

Os ingredientes provenientes do comércio justo são certificados por organismos como a ECOCERT ou Rainforest Alliance. Os selos mais conhecidos são Fair Trade e Fair for Life (programa de selos criado em 2006 para o comércio justo e as filiais responsáveis francesas e em todo mundo). Estas certificações assentam num conjunto de critérios economicos, sociais e ecológicos. A título de exemplo, os critérios da Fair for Life são os seguintes:

-    Um modelo economico orientado para práticas justas, baseado numa política de preço justo.
-    O respeito pelos direitos humanos e por condições de trabalho decentes.
-    O respeito pelo meio ambiente, pela biodiversidade e pelo clima, graças à implementação de práticas de agricultura sustentável ou encorajando a reconversão em fazendas agrícolas.
-    A autonomia agindo por um desenvolvimento local sustentável adaptado aos contextos locais, graças à implementação de um fundo de comércio justo (Fair trade Fund) e /ou Premium, e permitir uma gestão democrática das cooperativas de produtores.
-    O reforço das parcerias comerciais através de uma abordagem de melhoria progressiva da sustentabilidade e da rastreabilidade das cadeias de fornecedores.

A L’Oréal utiliza ingredientes que provêm de um fornecimento sustentável e que são certificados por um selo de comércio justo. Por exemplo, a nossa manteiga de karité é proveniente de uma filial de comércio justo do Burkina Faso certificado Fair for Life.

 

selos

As certificações dos ingredientes e produtos cosméticos orgânicos (biológicos, PT) e naturais
 

A certificação dos ingredientes orgânicos (biológicos, PT)

Quaisquer que sejam os selos de cosméticos orgânicos (biológicos, PT), para ser certificado orgânico (biológico, PT), um ingrediente tem de ser proveniente de uma fonte vegetal ou animal, cultivada ou criada segundo os princípios da agricultura orgânica (biológica, PT) no âmbito de um setor certificado, segundo os regulamentos locais (AB na Europa, NOP nos Estados Unidos, JAS no Japão, por exemplo) por um organismo independente público ou privado, mandatado pelas autoridades (como a ECOCERT).

Esses selos de cosméticos orgânicos (biológicos, PT) garantem, principalmente, a ausência de pesticidas e de adubos químicos nos ingredientes, bem como a ausência de organismos geneticamente modificados (OGM).

A água e os minerais não são considerados como ingredientes orgânicos (biológicos, PT) ou de origem orgânica (biológica, PT), já que, por definição, não podem ser provenientes da agricultura orgânica (biológica, PT). Contudo, podem ser utilizados em produtos certificados orgânicos (biológicos, PT).
 

A certificação dos produtos cosméticos orgânicos (biológicos, PT) e naturais

Os produtos cosméticos orgânicos (biológicos, PT) são produtos naturais, enquanto que os produtos naturais não são necessariamente orgânicos (biológicos, PT). Há selos cosméticos que certificam unicamente os produtos orgânicos (biológicos, PT) e outros que certificam os produtos orgânicos (biológicos, PT) e naturais.

A certificação orgânica (biológica, PT) é um selo de cosmético orgânico (biológico, PT) atribuído por um organismo público ou privado. Existem vários selos de cosméticos orgânicos (biológicos, PT) à escala regional, nacional ou internacional. Na Europa, desde 2017, as normas cosméticas das 5 organizações europeias BDIH (Alemanha), CosmeBio (França), ECOCERT Greenlife SAS (França), ICEA (Itália) e Soil Association (Grã-Bretanha) foram harmonizadas sob a norma comum COSMOS Organic. Esta norma orgânica (biológica, PT) europeia é obrigatória para qualquer novo produto orgânico (biológico, PT) certificado por uma dessas 5 organizações desde 1 de janeiro de 2017.

Um produto cosmético pode obter um selo cosmético orgânico (biológico, PT) COSMOS se e somente se :
-    Ao nível dos ingredientes, 95% (no mínimo) dos ingredientes naturais que ele contém são provenientes da agricultura orgânica (biológica, PT) (manteiga de karité, óleo de Argan (Argão, PT), aloe vera , por exemplo)
-    Ao nível do produto:
  •  20% de ingredientes orgânicos (biológicos, PT), no mínimo, estão presentes nas fórmulas dos produtos não enxaguáveis (cremes de tratamento, por exemplo).
  •  10% de ingredientes orgânicos (biológicos, PT), no mínimo, estão presentes nas fórmulas de produtos para enxaguar (gel de banho, por exemplo).
-    Alguns ingredientes de origem natural têm de ser orgânicos (biológicos, PT), como o álcool, por exemplo.
-    São toleradas, no máximo, 2% de substâncias de origem petroquímica no total do produto, fora o sistema conservante.
-    A certificação tem igualmente em conta o processo de fabricação e a embalagem.

São conhecidos ou referenciados outros selos cosméticos que certificam produtos orgânicos (biológicos, PT) e naturais, como COSMOS Natural, um dos selos cosméticos mais conhecidos mundialmente, Natrue, na Alemanha, ou NSF, nos Estados Unidos. Por exemplo, os produtos cosméticos certificados pela Natrue contêm ingredientes 100% naturais, ingredientes de origem natural e pigmentos, minerais e conservantes autorizados para os produtos naturais. Esse selo garante a ausência de OGM e de substâncias petroquímicas e propõe 3 níveis de certificação: produtos cosméticos naturais, produtos cosméticos naturais e orgânicos (biológicos, PT), e produtos cosméticos orgânicos (biológicos, PT).
 

A certificação de ecoconcepção dos produtos cosméticos

Os selos de ecoconcepção dos produtos são igualmente referenciados, como Cradle to Cradle, nos Estados Unidos, Nordic Swan, Blue Angel, na Alemanha, ou Ecolabel. Esses selos têm em conta, principalmente, o ciclo de vida do produto, o seu impacto sobre o meio ambiente e o perfil ambiental dos ingredientes.
 

O nosso processo

A L’Oréal compromete-se a comunicar sobre os seus produtos de uma forma transparente e compreensível para ajudar os consumidores a fazerem escolhas responsáveis.

Todos os nossos produtos orgânicos (biológicos, PT) são obrigatoriamente certificados por um organismo externo. Regemo-nos pela norma COSMOS Organic, que é uma das mais reconhecidas a nível mundial. Quanto aos nossos produtos naturais, a nossa abordagem é baseada na avaliação da naturalidade dos nossos ingredientes, favorecendo principalmente os ingredientes naturais e de origem natural. Reduzimos ao mínimo indispensável a utilização de ingredientes de origem sintética àqueles que são essenciais para a qualidade e conservação adequada dos nossos produtos. Desenvolvemos um índice de naturalidade para os nossos produtos cujo modo de cálculo está em conformidade com a norma ISO 16128. As nossas marcas podem solicitar uma certificação, como COSMOS Natural ou Natrue, para os seus produtos naturais, em função dos mercados e das regiões de comercialização.

Para os nossos produtos focados no respeito pelo meio ambiente ou que foram desenvolvidos com uma preocupação de ecoconcepção e de respeito pelos ecossistemas aquáticos, as nossas marcas têm a possibilidade de utilizar certificações como Nordic Swan ou Cradle to Cradle.

Para os nossos ingredientes provenientes do comércio justo ou fornecidos de forma sustentável, temos a possibilidade de certificá-los com os selos reconhecidos como Fair For Life.

 

Descubra

As nossas últimas informações

Encontre aqui os temas mais recentes Por dentro dos nossos produtos.

  • A classificação das substâncias CMR

  • Traços (Vestígios, PT) de impurezas e de contaminantes

  • As noções de natural e de químico: a confusão dos generos!

  • Os selos: o que são e para que servem?

  • Bebes, crianças e grávidas : cuidados específicos

  • Aplicativos (Aplicações, PT) de beleza

  • A composição dos nossos produtos : o nosso conhecimento, a nossa expertise

  • Os disruptores endócrinos

  • A segurança dos nossos produtos : a nossa prioridade absoluta

  • A Qualidade no centro dos nossos produtos

  • Os metais pesados

  • Os nossos métodos alternativos aos testes em animais

  • O respeito das regulamentações dos produtos cosméticos